Posts Tagged ‘pesquisa’

LULA E BOLSONARO NO II TURNO, PREVÊ IBOPE

31 de outubro de 2017

Na sua primeira pesquisa para as eleições presidenciais de 2018, o Ibope avalia que Lula estaria com 35% das intenções de voto, contra 15% de Jair Bolsonaro, em segundo lugar.

 

A seguir, com 8% a 11% do eleitorado estaria Marina Silva.

Menos cotados, viriam Geraldo Alckmin, Luciano Huck, João Doria e Ciro Gomes, com intenções de voto entre 5% e 3%.

O resultado foi divulgado na manhã de domingo, pela coluna de Lauro Jardim em O Globo.A pesquisa foi realizada entre 18 e 22 de outubro. Ouvidas 2.002 pessoas em todos os estados, com margem de erro de dois pontos percentuais.

Ao que tudo indica, mesmo se condenado em segunda instância, é provável que Lula dispute a eleição. Se para isso o  STF precisar “reinterpretar” a legislação que barra os ficha sujas, isso não surpreenderá ninguém.

O que está bastante evidente é que a população com cérebro está farta. A presença de Lula poderá radicalizar o processo.

O tema Segurança deverá predominar o debate. Os números apresentados por Bolsonaro são sintoma disso.

Entre os eleitores com mais de cinco salários mínimos, Bolsonaro tem 27% enquanto Lula tem 19%. Porém, entre os os que ganham até um salário mínimo, Bolsonaro tem 5%, contra 50% de Lula. Bolsonaro é forte entre os eleitores da faixa dos 16 aos 24 anos e com escolaridade média ou superior. Isso explica sua força nas redes sociais.

Será necessário fazer com que o eleitorado compreenda o que é possível fazer para melhorar o país, com debates e formulação de propostas claras, embora o clima não esteja para isto.

É com o que contam Lula e seus estrategistas. Sua eleição é um descalabro possível, mesmo com todo o desgaste dele e do PT e apesar do fiasco que se vê nos vídeos de suas caravanas. Seu sucesso eleitoral é a única chance de livrar a ele e muitos dos seus da cadeia.

Nunca é demais lembrar que o próximo presidente deverá indicar, no mínimo, três integrantes do STF.

Porém, há um dado que as pesquisas não captam ainda. Os fanáticos dispostos a votar em Lula, em sua quase absoluta totalidade, já o terão feito no primeiro turno. Se chegar o momento de decidir entre Lula e Bolsonaro, num eventual segundo turno, é provável que o segundo nome capte uma enorme parcela dos eleitores que optaram por outros candidatos na primeira votação. A rejeição de Lula é estimada em 54% do eleitorado. Além de outra obviedade: Lula não tira votos de Bolsonaro. Mas Bolsonaro pode avançar nos números de Lula.

Agora, apenas a hipótese de um condenado disputar, com chances, a presidência, já será suficiente para ter uma ideia do caos que sua eleição poderia causar.

Anúncios

COVARDE E CORRUPTO!

1 de abril de 2016

pé na bunda

 

Corre a informação de que o preço oferecido para quem ausentar-se na votação do impeachment já estaria em milhão e meio.

Verdade ou não, pelo que se tem acompanhado, temos que estar alertas. Mobilização total!

Avisem seus deputados que eles são OBRIGADOS a COMPARECER!

De MACA ou cadeira de rodas, tem de mostrar a cara.

Se estiverem doentes, chamem os suplentes!

Ausência só por COVARDIA ou CORRUPÇÃO. Ou ambas.

Que fique claro: AUSENTES ou CONTRÁRIOS ao impeachment serão marcados na paleta!

Serão feitas IMAGENS de quem votou CONTRA.

Serão feitas listas por estados de quem AUSENTOU-SE ou votou contra e isso será lembrado à EXAUSTÃO até a próxima eleição. FAREMOS com que mais de 90% daqueles que agirem contra a vontade MACIÇA da população sejam DEMITIDOS pelo eleitor na próxima eleição.

SIM, isto é PATRULHA!

SIM, isto é PRESSÃO!

SIM, ISTO É LEGAL, É DEMOCRÁTICO E SERÁ FEITO.

Envie este recado aos seus deputados. AVISE-OS.

Por favor, compartilhe!

Peça a seus amigos e que façam o mesmo.

Publique nas redes sociais, no Facebook. Mande e-mails! Envie WhatsApp.

Concentre-se nos partidos da BASE ALIADA!

É HORA DA PRESSÃO! OS MANDATOS NÃO SÃO DELES!

Os mandatos são do povo que os elegeu, que deseja o impeachment por ampla maioria.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1751950-apoio-a-impeachment-de-dilma-cresce-e-chega-a-68-diz-datafolha.shtml

 

 

“SE PRENDEREM LULA, TUDO BEM”

28 de outubro de 2015

 

“Entre petistas de alto calibre e ministros do governo, circula a informação extraída de uma pesquisa de opinião pública mantida sob segredo onde ficou comprovado: a maioria dos brasileiros não reagiria negativamente a uma eventual prisão de Lula por conta das investigações da Lava-Jato.

É isso o que tem aumentado o nervosismo de Lula. Ele está com medo até de dormir em casa.

A fúria tomou conta dele por causa da ação da Polícia Federal contra um dos seus filhos, suspeito de envolvimento com a compra de Medidas Provisórias assinadas por Lula quando era presidente. E com a intimação para depor pelo mesmo motivo de Gilberto Carvalho, ex-chefe do seu gabinete.

Seu reencontro, em São Paulo, com Dilma, durante a festa dos seus 70 anos, foi indisfarçavelmente frio. Eles dividiram uma mesa com mais quatro pessoas e mal conversaram. Mas a insatisfação de Lula com Dilma e José Eduardo Cardoso, ministro da Justiça, não é tão grande como pode parecer.

lula_aniversario_2015_-_ricardo_stuckert_-_instituto_lula

A insatisfação é maior com ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), especialmente Teori Zavaski, relator da Lava-Jato, que estariam tomando decisões que complicam sua vida. Lula não entende como pode enfrentar problemas com pessoas que lhe devem a indicação para os cargos que ocupam.

Na conta dos dissabores amargados por Lula, está também o comportamento de ministros indicados por ele para o Tribunal de Contas da União, que recentemente recomendaram ao Congresso a rejeição das contas do governo de 2014. Ele os considera uns ingratos.

Lula tomou da Polícia Federal uma bola pelas costas ao se descobrir investigado no âmbito da Operação Zelote, que antes mirava apenas os de agentes da Receita Federal subornados por empresários devedores de impostos. A Zelote está interessada também no favorecimento à indústria automobilística.”

28/10/2015 – 03h00

Texto: blog Ricardo Noblat

http://noblat.oglobo.globo.com/meus-textos/noticia/2015/10/se-prenderem-lula-tudo-bem.html

Charge-do-Alpino-Lula-depoe-na-PF

Dilma mais impopular do que nunca

7 de março de 2015

O Palácio do Planalto tem recebido pesquisas que mostram Dilma em patamares de impopularidade inéditos em seu governo. São números ainda piores do que os obtidos logo depois das manifestações de 2013.

Em Minas Gerais, onde ela teria vencido a eleição, as pesquisas indicam 62% de “ruim ou péssimo” para seu governo.

Vamos concordar que esses mineiros são difíceis mesmo, hein?

Depois de terem praticamente garantido a vitória da petista em 2014, debandaram bem rapidinho…

Mas como tudo na vida, há sempre o lado bom: já imaginaram se Aécio Neves tivesse vencido e fosse obrigado a administrar essa “massa falida” que Dilma e o PT armaram? Aécio, a esta altura, levaria a culpa por ter de fazer a lição de casa e arrumar essa bagunça.

No final de março sai a tradicional pesquisa CNI/Ibope. O resultado deverá ser merecidamente catastrófico para o governo.

Fonte:dilma-rousseff-20130605-69-size-598

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/governo/pesquisas-que-chegam-ao-planalto-mostram-dilma-ainda-mais-impopula

Está ruim e vai piorar. Piorar?

23 de julho de 2014

correio de cach 23.07

A primeira pesquisa sobre a eleição presidencial realizada após a Copa, apresentada pelo Datafolha na última quinta- feira, não trouxe boas notícias para a presidente Dilma Rousseff. Depois do vexame do 7 x 1, Dilma voltou a apresentar números similares aos anteriores à Copa.

Ruim mesmo para os governistas é a notícia do empate técnico em um eventual II turno. Neste levantamento, Dilma tem 44% e Aécio Neves, 40%. Como a margem de erro da pesquisa e e dois pontos percentuais para mais ou para menos, estão em empate técnico. Em fevereiro essa diferença era 27%. E durante a parte boa da Copa, de 7%.

A tendência hoje é a situação a piorar para a presidente, pois a taxa de desconhecimento que o público tem de seus adversários é maior do que a da atual presidente. Em resumo: ela já teria atingido seu ponto máximo, enquanto os adversários, com o início efetivo da campanha eleitoral, teriam a exposição pública aumentada.

Some-se a isso o fato de que a rejeição de Dilma é bastante superior aos dois principais adversários: 35% dos entrevistados afirmaram que não votariam em Dilma “de jeito nenhum”, contra 17% do segundo colocado, Aécio Neves e 12 % do terceiro, Eduardo Campos.

A pior notícia trazida pelo levantamento do Datafolha, portanto, não está no primeiro turno, mas no segundo.

O Datafolha constatou também que 29% dos 5.377 ouvidos nos dias 16 e 16 de julho desaprovam o governo. E 38% definem o governo como “regular”. Os dois índices críticos somados totalizam preocupantes 67%. Um descontentamento facilmente constatado nas ruas. Basta ouvir as pessoas informalmente, para constatar isso.

A má avaliação sofre a influência dos números da economia e da sensação que as pessoas vem tendo da perda da estabilidade da moeda. A inflação é perceptível e só não é pior devido a contenção artificial do preço dos combustíveis e da maquiagem das tarifas públicas, que o governo segura, para soltar depois da eleição. O endividamento das famílias já é enorme e a tendência é aumentar, inclusive pela inadimplência crescente. O mercado imobiliário já demonstra tendência de estagnação, assim como a venda de automóveis e eletrodomésticos. Os juros altos e a carga tributária cavalar, com 56 impostos sobre a atividade produtiva, mostram seu peso. E o governo segue gastando, endividando-se cada vez mais.
O calcanhar de Aquiles é a economia, portanto. É isto que decidirá a eleição.
http://www.eniomeneghetti.com