Posts Tagged ‘entrevista Hugo Motta’

“Não tenho rabo preso. CPI vai investigar Lula e Dilma”

6 de março de 2015

Hugo Mota

O presidente da CPI da Petrobras, Hugo Motta do PMDB, afirmou em entrevista a Veja (abaixo), que a presidente Dilma e o ex-presidente também serão investigados pela comissão. “O PMDB é aliado do Planalto, não subserviente. Não pode ser convocado só na hora de tomar o remédio amargo”.

E mais.

Os empreiteiros do petrolão também serão convocados para depor, além de nomes envolvidos até o pescoço com o propinoduto.

O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco abre a rodada na próxima terça-feira.

Acompanhe o vídeo abaixo, com a entrevista exclusiva do deputado Hugo Motta, de apenas 25 anos, com Joice Hasselmann.

http://veja.abril.com.br/multimidia/video/nao-tenho-rabo-preso-cpi-da-petrobras-vai-investigar-dilma-e-lula-diz-hugo-motta

Depois do bate boca na sessão de ontem, o presidente da CPI da Petrobrás conseguiu emplacar os quatro sub relatores contrários aos interesses do Planalto.

Isso irá dificultar enormemente as tentativas de abafa que o governo pretendia através do relator:  “Em relação a sub-relatoria, eu confesso que fui pego de surpresa. O apelo que deixo é no sentido de que, havendo essa decisão do presidente por sua criação, que elas sejam criadas, mas que nós tenhamos uma semana para discutir com as lideranças”, diz o deputado Luiz Sérgio (PT/RJ), relator da CPI.  

Quem deu o aval às sub-relatorias indicadas pelo presidente da CPI que, na prática, diminuem o poder do relator, foi o presidente da Câmara, o deputado Eduardo Cunha.

Bem, pelo menos enquanto durarem as desavenças entre o Planalto e Eduardo Cunha, poderemos esperar boas surpresas no andamento da CPI da Petrobrás.

Cabe ressaltar, que embora os presidentes(as) da República em exercício tenham imunidade temporária para serem processados por eventuais crimes comuns cometidos ANTES da investidura no cargo, as CPIs tem esta prerrogativa.

Portanto, a CPI da Petrobrás pode – em tese – investigar a atuação da ex presidente do Conselho de Administração da estatal, Dilma Roussef , ao tempo da compra da refinaria de Pasadena.

Aguardemos.