Quando outubro chegar

alx_brasil-congresso-pt-20150611-01_original

A inflação sobe 8,47% nos últimos 12 meses.

Juros ao crédito atingem absurdos 121,96% ao ano. Sem falar nos números cobrados no cartão de crédito ou cheque especial, tão impagáveis que correspondem a suicídio financeiro.

Começa a sair de controle a inadimplência. O desemprego é uma realidade. Assalariados que mantém seus empregos começam a sentir as dificuldades para pagar as tarifas de luz, gás, água, plano de saúde (vai virar luxo) e telefone, que aumentam sem parar. Prestadores de serviços começam a sentir o efeito calote. As empresas vendem menos, atrasam pagamentos, demitem e retro alimentam a crise. O Brasil afunda a olhos vistos.

Enquanto isso, o investigado Lula telefonou para o vice presidente Michel Temer para reclamar da convocação de Paulo Okamoto para depor na CPI da Petrobrás, segundo informa a Folha de São Paulo.

E não foi só isso, como nos conta Felipe Moura Brasil:

“Lula saiu do sério ontem com Luiz Sérgio, o petista que é o relator da CPI da Petrobras, logo após saber que o seu fiel escudeiro, Paulo Okamoto, fora convocado a depor na comissão. Numa palavra, foi um esporro federal”.

Como vingança, o PT  agora quer mirar em FHC, como sempre faz. Os petralhas querem saber quais são as fontes de financiamento do Instituto que leva o nome de Fernando Henrique.

Podem espernear à vontade. Difícil vai ser explicar, entre muitas coisas mais, por que a Camargo Correa  doou 3 milhões ao Instituto Lula e repassou 1,5 milhão para a empresa de palestras de Lula, a LILS Palestras,  Eventos e Publicidade.

E não é só isso que nos traz o excelente Felipe Moura Brasil, vejam:

“Felizmente a CPI (da Petrobrás)  não é o Itamarati. Dias atrás, mostrei aqui que o órgão governamental liberava dinheiro, funcionários e diplomatas para ajudar nas viagens privadas do petista, bancadas por empreiteiras atualmente enroladas com a Operação Lava Jato, embora a lei que trata dos direitos de ex-presidentes não previsse apoio diferenciado no exterior.

Hoje, O Globo mostra que o Itamaraty continua favorecendo Lula, como queríamos demonstrar, dessa vez escondendo documentos sobre o lobby do petista para a Odebrecht.

A denúncia é “estarrecedora”:

“O Ministério das Relações Exteriores deflagrou ação para evitar que documentos que envolvam Luiz Inácio Lula da Silva com a Odebrecht, empreiteira investigada na Lava Jato, venham a público.

A ordem interna partiu do diretor do Departamento de Comunicações e Documentação (DCD) do Itamaraty, ministro João Pedro Corrêa Costa, depois que o órgão que ele dirige recebeu um pedido de informações de um jornalista baseado na Lei de Acesso à Informação. O Globo obteve um memorando que ele disparou, na última terça-feira, sugerindo a colegas do Itamaraty que tornassem sigilosos documentos ‘reservados’ do ministério que citam a Odebrecht entre 2003 e 2010, que, pela lei, já deveriam estar disponíveis para consulta pública.

Pela lei, papéis ‘reservados’ perdem o sigilo em cinco anos. No ofício interno do Itamaraty, o diplomata cogita a reclassificação dos documentos como ‘secretos’, o que aumentaria para 15 anos o prazo para divulgação. Dessa forma, as informações continuariam sigilosas por até dez anos”.

 

E dona Dilma faz de conta que não é com ela. Admite, fazendo graça, que a “marolinha” de Lula chegou. Mas o fato é que seu governo está completamente perdido.

Repito mais uma vez um palpite: outubro. Esse será um mês para não esquecer.

Aguardemos.

Enio Meneghetti

Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: