A DERROCADA DO PT

thumbnail_wp_20161004_10_07_10_pro

Artigo publicado no jornal ‘Correio de Cachoeirinha’ desta terça feira, 04.10.2016

A DERROCADA DO PT

Situações como aconteceram em Porto Alegre, São Paulo, São Bernardo neste domingo vão de encontro às “ameaças” de Lula cometer sua candidatura presidencial em 2018.

O PT está na lona. Nem Marcos Cláudio Lula da Silva, filho de Lula, conseguiu se eleger vereador em São Bernardo do Campo, berço político sindical do pai. Acossado por todos os lados, a situação de Lula é desesperadora.

Lula ensaia para a platéia a principal peça de teatro de todas as que representou ao longo da vida: transformar os processos criminais que o punirão em perseguição política. E a “ameaça” de candidatar-se faz parte da cena.

Os resultados eleitorais colhidos pelo PT demonstram bem o que aconteceria se Lula viesse cumprir a “ameaça”. Tomaria uma sova! Mas ele, espertalhão, não vai correr esse risco. Prefere continuar a fazer de conta que é “o cara”, expressão que alguns adotaram após uma infeliz piada de Obama.

Entre as novidades do repertório criminal de Lula, Alexandrino Alencar afirmou que Taiguara, seu sobrinho (de Lula), foi contratado pela empreiteira a pedido do tio.

A contratação foi relacionada a um financiamento do BNDES para a Odebrech construir uma hidrelétrica em Angola,  obra que Taiguara fez para a empreiteira e recebeu 3,5 milhões de reais. Antes Taiguara era dono de uma pequena vidraçaria. Aí logo comprou cobertura, carrões e toda a gama de brinquedos que os novos ricos adoram ostentar quando ganham dinheiro fácil. De vidraceiro (nada contra a honrosa profissão), passou a empreiteiro internacional, com negócios na América Central e na África.

Façam o favor!

Já está mais do que comprovado que Lula fez tráfico de influência em favor da Odebrecht junto ao BNDES e a autoridades estrangeiras. O que está sendo avaliado é se, além de tráfico de influência, Lula será enquadrado também por corrupção.

Lula permitiu que Palocci rifasse o país, em seu nome. Não foi só a MP que beneficiaria a Odebrecht com incentivos fiscais. Foi uma sucessão de maracutaias com José Eduardo dos Santos, o ditador de Angola, amigo de Lula. Depois de ter assinado uma “declaração de parceria estratégica” com o modesto país africano,  já foram encontrados registros de pagamento para o ditador JES. Concederam a Angola uma linha de crédito rotativo de R$ 1 bilhão, que rendeu a Palocci uma gorjeta de módicos R$ 50 milhões. Se escavarem os mihões de Palocci, encontrarão Lula no buraco. Anotem.

Não foram apenas os prejuízos causados ao BNDES. Não foi apenas o uso da estrutura das embaixadas, revelados naqueles telegramas conhecidos. Não é só o triplex. Não é só o sítio. Não é só Taiguara Rodrigues. Não foi só o prédio do Instituto.  As revelações à caminho são muito maiores.

Duvida-se que se exporia ao ridículo de concorrer, mesmo que pudesse.

Em todo o caso, que venha!

Enio Meneghetti

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: